| DICA!: Comece a acessar como: QueroScat.com


quinta-feira, 12 de abril de 2018

Chuveiro dourado, um experimento

 
 Autor Amigo Este é um texto escrito por um parceiro do blog.
por Renan Ryuji. 30 anos, gay, RJ.


Uma das maiores complicações de quem curte scat, ou outro fetiche relacionado é a falta de local ou tempo. Mesmo que decidimos fazer apenas falando, ainda sim requer que você tenha um local que esteja sozinho, pois os cheiros denunciam o que você esta fazendo, e também vai ser preciso um tempinho pra fazer tudo o que te dá tesão e por fim fazer toda a limpeza do ambiente e a sua autolimpeza no final. Essa última é a parte que dá mais trabalho. Essas burocracias às vezes desanimam de fazermos algo quando temos algum tempinho rapidinho ou local, justamente por não dar tempo de curtir legal aquilo que queremos, e aí deixamos pra fazer quando tiver melhor oportunidade. E aí meu amigo, aguardar a próxima oportunidade é JUSTAMENTE quando a minha mente criativa viaja nas mais loucas ideias que às vezes até me assusto com elas. Vou dividir com vocês, uma loucura que aprontei quando ainda morava com minha família. Nesse período eu ainda estava engatinhando no scat, mas mijo eu já adorava e muito. Sempre que ia tomar uma ducha aproveitava da vontade de mijar, e dava aquele mijão quentinho em algum recipiente, e depois jogava sobre mim.Ficava uns minutos apreciando a sensação e depois tirava tudo no chuveiro. Embora fosse uma coisa rápida, eu sempre quis poder sair do banho com aquele cheiro maravilhoso que o mijo tem e nem lavar com água para tirar.

                Então, num mês de férias minha família inteira viajou pra fora do país, e eu como estava trabalhando não pude ir e fiquei sozinho em casa. E claro, ficava as noites aproveitando pra curtir minha vibe porca. No primeiro final de semana decidi que não queria trabalhar a semana seguinte toda, então arrumei um atestado com um primo e na segunda já fiquei em casa. Nesse mesmo final de semana, no domingo à noite comecei meu experimento: entrei no box do banheiro dei aquele mijão quentinho e amarelo e joguei  sobre mim, desde o cabelo para se espalhar pelo todo corpo. Fiquei um tempo dentro do box até escorrer a maior parte e então sai do banheiro, e fiquei andando nu pela casa fazendo qualquer coisa até o corpo secar. Quando secou totalmente, eu tive a mesma sensação quando a gente transpira muito e o suor seca na pele, porém com o adicional do cheiro de mijo, que eu adoro.

E assim fiz durante toda madrugada, mijando e lavando com o próprio mijo e deixando secar. Quando estava bem tarde (ou bem cedo dependendo do referencial) eu deitei do jeito que estava mesmo. Acordei tarde, e como não iria trabalhar mesmo corri para o banheiro e tomei mais um banho de mijo. O cheiro era cada vez mais intenso, e claro cada vez mais excitante que não deixava nem o pau baixar. Só de lembrar agora meu pau voltou a ficar duro. Foi durante todo o dia, até novamente ir dormir no meio da madrugada. Quando acordei percebi que o cheiro do mijo já estava nas cobertas de cama, o que me excitava, a sensação de suor seco da pele tinha aumentado, mas o tesão era maior que nem mesmo isso me  incomodava.

Permaneci nesta rotina até por volta da madrugada de sexta-feira para sábado, ou seja, quase completei uma semana apenas tomando banho de mijo, o meu mijo. Foi tão gostoso todo tempo aquele banho quentinho e cheiroso. O incomodo da sensação de suor seco na pele foi a única coisa ruim, porque o tesão de se sentir mijado, e o cheiro, ah velho, o cheiro era maravilhoso, isso fazia com que eu ficasse com tesão o tempo todo, o pau chegou a doer de tanto que ele ficava duro quase o tempo todo por causa do meu cheiro de mijo, e é claro de tantas punhetas batidas ao longo desses dias.


De modo que quando chegou à madrugada do sábado, eu senti que já tinha aproveitado bastante, e também porque pretendia sair no sábado à noite. Então tive mesmo que enfimentrar no banho real. Percebi que assim como o cheiro de mijo se espalha rápido no ambiente, igualmente ligeiro ele saiu com o banho de água. Um pena! Porém posso dizer com toda certeza que foram dias muito excitantes, de muito tesão e punhetinhas com cheirinho de mijo e uma excitação comigo mesmo de uma forma como eu nunca tinha feito.


E vocês, também gostam de uma ducha dourada vez ou outra?
Conta aí nos comentários. E até a próxima!

Um comentário: