| DICA!: Comece a acessar como: QueroScat.com


terça-feira, 3 de abril de 2018

Entrevista Scat nº3 | Especial: Domme Alline

por Gustavo Scat (Loiroomegle) 

Conheça os Autores Amigos:
Pessoas muito legais e interessantes que conheci por aí,
que toparam escrever seus próprios textos para o blog.
Todos eles praticantes e adeptos do fetiche Scat e afins.

Vamos conhecer a Domme Alline.

Autora amiga do blog.




Entrevista nº3: Domme Alline
Um olhar BDSM sobre Scat.

 Autor Amigo

Domme Alline, 24 anos. Ela esta solteira, é bissexual e mora em Santa Bárbara D'Oeste - SP. 



**Você tem alguma lembrança de como começou a gostar de Scat?


Bom vamos lá... o Scat surgiu na minha vida depois de ler uma matéria
(nada a favor da prática). Como sou curiosa comecei a pesquisar mais sobre,
isso faz 3 anos. Na época eu estava com 21 anos, já era Domme,
porém nunca tinha tido informações sobre a prática.

Domme é o nome dado a quem está no comando da relação.
O dom e a domme assumem o controle do submisso em uma cena,
atividade ou relação, claro, sempre de forma consentida.


** E como foi a fase de “auto aceitação”? Foi difícil admitir que gostava?


A fase de auto aceitação foi uma montanha russa de sensações.
No começo logo de cara não rejeitei totalmente a ideia, porém confesso fiquei com um pé meio atrás, afinal não é uma prática tão bem vista e nem muito bem aceitada até mesmo no meio BDSM. Mas como sou do tipo de mulher determinada, que não me importo com opiniões alheias, decidi dar uma chance.


** Assistia pornôs sobre? Ainda gosta de assistir?

Cheguei a assistir alguns vídeos pornôs aleatórios, mas coisas bem aleatórias mesmo, seja, depois de começar a pesquisar sobre, acabei me deparando com alguns vídeos.
Porém descobri que dentre os vídeos que vi, os que mais curtia eram de mulheres sozinhas mostrando seu scat, sem nenhum homem ou mulher junto (que fique claro isso só me chama a atenção em vídeo, na prática real tem que ter um sub rs).
Não vou citar nomes de vídeo ou onde encontrar, pois citei algo aleatório, no qual já não tenho mais o costume de ver (salve quando alguém acaba me mandando por saber que curto a prática).


** Aproveitando a onda pornográfica: Temos praticamente a mesma idade,
e você também deve lembrar da "viralização" do 2 Girls, 1 Cup (vídeo pornô de Scat)
na escola ou em grupos de amigos.

Chegou a ouvir a opinião de repudio de alguém ou algo do tipo?

Sim ouvi falar. Inclusive caiu na mídia e redes sociais como uma bomba.
Ouvi muito a respeito e na maioria das vezes tudo com sub julgamento
de que isso era algo de doença mental (o que é um absurdo).


** Como você se iniciou em Scat?


Como citei em uma das respostas foi por pura curiosidade,
até começar a me atentar mais em pequenas coisas.
Eu não sou do tipo magrinha, então quando vou ao banheiro para defecar,
na limpeza sempre acabo sujando a mão. Sei lá o que acontece, mas sempre aconteceu e acontece.

Depois de saber do assunto comecei a perceber que incrivelmente
o que era algo super nojento pra maioria das pessoas para mim era super tranquilo e normal. Comecei a me aprofundar na liturgia do scat (o que é bem interessante, mas nada melhor do que colocar "a mão na massa" pra saber se tu curte realmente ou é só algo passageiro).

Bom, enfim tomei coragem para não ficar só na sujeira que acontecia com o limpar na hora de defecar e parti pra algo mais ousado. Resolvi fazer meu cocozinho num jornal no chão do banheiro, senti o cheiro por um tempo, por mais que não fosse dos melhores não me incomodava até achava um fedozinho gostoso hahaha se é que me entendem.
Enfim após essa análise de odor, finalmente chegou o momento tenso, peguei com todo o cuidado aquele lindo coco na mão, eu ria sozinha e falava comigo mesmo, eu sou muito doida né hahaha, mas um doida no bom sentido (no sentido de coragem pra desbravar algo que ainda é um forte tabu). Então quando peguei na mão, lembrei da sensação de massinha (sabe daquelas que usávamos muito no primário), comecei a apertar de leve  e quando percebi já estava esmagando ao ponto de sair pelos vãos dos meus dedos. Porém parei por aí. Nunca senti a mínima vontade de passar pelo meu corpo ou ingerir, afinal vou deixar claro: sou Dominadora.
Meu maior prazer é fornecer o scat, seja como for, mas fornecer apenas. Essa experiência de pegá-lo, só aconteceu porque era meu, mas de outra pessoa não faria jamais. 


** O que você gosta de fazer no Scat?


O que mais amo fazer na prática é usa lá como forma de dominação e humilhação.
Ou seja, algo que eu realmente amo é fazer aquele scat, quentinho maravilhoso, de uma consistência nem dura nem mole,"ao ponto", colocar meu submisso de joelhos na minha frente olhando para meu scat e então pisar no meu cocozinho, fazendo o submisso limpar tudinho dos meus pés e ainda engolir.


** Você tem mais fetiches no sexo, não necessariamente voltados a Scat? Quais?


Tenho sim, digamos que sou um tanto sádica.
Tudo que me coloca no poder ou como a Alfa da relação me dá muito tesão.


** Já experimentou a sua própria merda? (ou mijo)
Nunca experimentei, não tenho vontade, não por nojo nem nada mas sou do tipo que só faço o que eu quero e o que tenho o mínimo de vontade.


** Gostaria de experimentar com seu namorado, quando começar a namorar? 


Não gostaria que meu namorado experimentasse.
Vejo isso como um ato de amor extremo sim, porém só me dá prazer se for ligado a submissão. Agora se ele fosse um submisso (sim eu namoraria um submisso) aí sim ,com certeza eu forneceria com o maior prazer.


** O que você não faria jamais em Scat?

Lamber cu alheio melado de merda. (não se esqueçam que o scat é uma prática delicada, então cuidado de quem você recebe. Sim é algo que tem que se ter cuidado sempre!),
cagar na minha boca, mastigar merda, peidar na minha boca, engolir merda, beijar com merda na boca e mijar na minha boca.


** Tem algo em Scat que você gostaria muito de fazer, e ainda não fez?


Na verdade tem uma sim. Juntar vários scaters que amém receber, colocar eles em um quarto juntos (motel por ex) e fazê-los comer o meu scat juntos como em um cocho de lavagem rs.


** Que tipo de merda você mais sente tesão?


A que mais sinto tesão em fornecer é aquela que sai com um cheiro bem forte,
com uma textura firme porém macia, com um marrom levemente escuro.


** Alguém sabe das suas vontades?

É algo bem tabu. Já mencionei algumas coisas pra familiares mas eles sempre reagem com muito repúdio, então respeito (afinal se eu quero o respeito de outros devo respeitar também né).
Já no virtual tenho muitos colegas que sabem (porém todos eles curtem a prática).


** Como acha que seus amigos próximos reagiriam se soubessem que você gosta?

Se meus amigos próximos soubessem de fato,dariam risada.


** Considerações Finais:

Nunca pratiquei com namorado, sempre com subs que me procuram especificamente pra isso.
Amo sim a prática, mas a faço com sessões pagas.
Já passei por muito nervoso com esta prática em especial (ou melhor praticantes).

O scat não é uma prática simples de se executar, tem que ter uma preparação antes, tanto alimentar, como horários. Lembrem-se que scat é algo biológico e não é algo simples de controlar.

Ainda busco a utopia virtual do scat, não encontrei.
Com certeza,ainda ha um pré conceito de aceitação mas acredito que
como outras práticas e fetiches, essa barreira vá se tornando cada vez menor.

Finalizando, tenho muitas histórias e experiência para compartilhar,
o que farei por meio deste blog com a ajuda do seu criador Gustavo Scat.

Caso você queira entrar em contato para uma sessão, ou você ainda está em processo de aceitação, deixo meu WhatsApp (19) 98780 8382

Me chame lá e não tenha medo de falar : - Vim pelo assunto Scat.

Agradeço o blog pelo espaço e pela iniciativa de ir atrás e trazer aos amantes e
curiosos sobre o assunto, um meio de adquirir mais informações. 

Por fim minha maior "dica": vá atrás do que lhe da prazer, sem medo ou reservas.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ela ainda fornece? Quero engolir a podridão de dentro do cu dela.

    ResponderExcluir
  3. Quero arranjar em Lisboa uma GP que faça scat. Adorava experimentar para saber como era. Obg se souberem digam.

    ResponderExcluir