| DICA!: Comece a acessar como: QueroScat.com


quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Ai que nojinho!

mulher vomitando
 Autor Amigo Este é um texto escrito por um parceiro do blog.
por Lily. 19 anos, bi, SP.


Me lembro que quando eu era criança, minha avó fazia bolo.
Ela sempre pedia pra eu misturar os ingredientes, e eu adorava. Era tão gostoso misturar aqueles ingredientes, era macio e pastoso, e fluía muito bem.
Eu sentava numa cadeira de madeira e misturava o bolo, devido aos movimentos, meu corpo todo se mexia, e eu acho que foi ali que eu tive o meu primeiro prazer sexual. Conforme eu ia mexendo o bolo, o meu clitóris esfregava na cadeira dura, me dando tesão. Não sei se isso tem muito a ver com meus gostos atuais, mas talvez tenha.
Também nunca aconteceria de eu passar por uma lama daquelas molhadinhas, e eu não ter que dar uma pisadinha nela, rs.
Não importa se estou com um tênis branco e novo, pisar na lama molhada e ver meu pé se afundando ali vale a pena. O mesmo vale para cimento molhado e totô, claro haha.

garota enfiando o dedo no nariz

Sempre gostei de coisas nojentas.
Me disseram que as crianças são fascinadas por coisas nojentas.
Fico pensando se eu gostar de ser criança, influencia inconscientemente meus gostos. Nesse caso, por exemplo, será que eu ainda tenho essa fascinação por nojeiras? 
Adoro ver fotos de sapo, lesma... que são animais que eu morro de nojo (e fico olhando até sentir ânsia).

Lembro que minha avó também colocava sal nos sapos para eles derreterem e me mostrava, e ficávamos rindo, risos. (malévolas!) 
Ela também sempre abria a boca cheia de comida para mim enquanto estávamos na mesa almoçando, e sempre me dava ânsia e depois nós riamos. 
Será que essas lembranças “prazerosas” me fizeram associar o prazer a coisas nojentas, e por isso gosto do que gosto agora?... 

Alguém tem alguma história parecida?
Compartilhem pra eu não me sentir sozinha nessas coisas.

2 comentários:

  1. oi Lily me interessei pelo seu perfil, gostaria de acompanhar mais seus posts

    ResponderExcluir
  2. Oi Lily! Sei que nem vai dar a mínima para meu pedido, mas não custa tentar... podemos conversar pelo face ou outra rede social?
    Bj, e adorei seu post

    ResponderExcluir