| DICA!: Comece a acessar como: QueroScat.com


domingo, 28 de julho de 2019

Entrevista Scat | Especial: Justine Lenquet de "Mulheres Também Cagam"

por Gustavo Scat (Loiroomegle)

Ela tem um blog chamado "Mulheres Também Cagam",
voltado para vídeos, que anteriormente se chamava "Toilet".

Justine Lenquet pesquisa sobre o assunto desde os primórdios da era digital,
e já conquistou muitos fãs do Fetiche Scat - Também conhecido como Chuva Marrom.

Com o seu jeito autentico e bem humorado, Justine respondeu as
nossas perguntas e contou um pouco mais sobre os seus gostos e origens por cocô.
- Me parece que somos privilegiados! A primeira entrevista dela.

Então se liga aí nas respostas recheadas de detalhes.
- É sério, ela responde com muitos detalhes mesmo - e eu adoro.


Entrevista com Justine Lenquet
mulher que curte fetiche scat
Conhecida pelo seu blog, Justine Lenquet
ajudou a popularizar o fetiche SCAT no Brasil.



Justine Lenquet, 33 anos. Mora no Rio Grande do Sul e no Uruguai.
- Moro um pouco em Rio Grande, outro pouco em Pelotas, outro pouco em Melo no Uruguai.

Sou bissexual, mas sou aquela mulher que só se relaciona romanticamente e com fetiches com mulheres, mas às vezes saio com homem porque de homem só gosto do pau mesmo (e tem que ser bem duro, tamanho é indiferente)

Estou me sentindo uma sister do BBB, tão famosa e inteligente como uma (risos)


**Valeu mesmo por aceitar responder minhas perguntas, Justine! 
Você tem alguma lembrança de como começou a gostar de Scat? 

Essa primeira resposta é longa porque quero comentar a origem. Quem me acompanha desde o começo na internet, vai lembrar que essa primeira história de “origem” (parece filme da Marvel Studios, eu falando assim – risos) foi a que me fez tornar “conhecida” e me impulsionar a continuar (tipo, como a fase 1, 2 e 3 da Marvel – e que agora estão todos ansiosos pela quarta fase – risos). Foi quando, há uns 11 anos atrás (sabe que não lembro, não sei precisar com exatidão, deu um branco) eu criei um blog para contatar em detalhes, cronologicamente, como comecei a me interessar por essa sujeira toda, o blog se chamava “Crônicas do Cólon ao Manjar”. Já na primeira postagem, me surpreendi e me assustei também (tudo era novo para mim na internet) quando tive quase vinte mil visualizações e recebi uma enxurrada de e-mails! Hoje em dia, qualquer merda de youtuber (desculpa a redundância) alcança facilmente esse tipo de visualização, mas naquela época não. Ainda mais tendo só texto e algumas imagens retiradas da internet – e ainda mais falando de um fetiche tão bizarro quanto à excitação por merda, etc. Infelizmente, depois de cinco postagens, o grande deus da internet, seguido por denúncias, resolveram denunciar e excluir meu blog, seguido por ameaças por e-mail. Então imagina como me senti? Deu medo, juro. Aí dei um tempo, mas como sou corajosa, resolvi vir ainda mais “cruel” (risos). Mas deu tanto trabalho escrever com tantos detalhes cada texto e postagem (quem chegou a ler, escreva nos comentários, vai lembrar o quanto fui detalhista) e eu não tinha salvado nada, e aí simplesmente a decepção de voltar a escrever daquela forma, do que idealizei, foi para o ralo e nunca mais quis voltar a dar detalhes cronológicos em textos, nem para outras páginas e blogs que tive. “desbundou” mesmo.

Fugi da pergunta, né? Não! Só quis relembrar que eu já contei detalhadamente tudo. E agora, nem darei detalhes. Mas foi mais ou menos assim: Eu tinha uns 10, 11 anos, nem pensava em sexo na época, etc. Foi na reunião de diversas amigas, e tinha aquela que era a “líder” (sempre tem, né), então era também a que intimidava todas (porque ela que mandava e ela que tinha as brincadeiras mais grosseiras). Estava eu e mais três amigas, ela colocou as mãos para trás, e uma das mãos ela colocou dentro da sua calça, passou a mão, dedos, bem passado, naquele cu suado e fedorento que tinha (só soube disso depois do ocorrido segundos depois), falou algumas coisas (esqueci em detalhes, mas tipo “essa é brincadeira do...” e saiu passando aquela mão nas amigas que saíram correndo. Eu, como era meio lerda, fui para um canto da parede , ela vei pra cima de mim, e simplesmente passou aquela mão na minha cara, nariz, perto da boca, enfim. Eu fiquei muito brava e achei muito nojento, fiquei brava, me virei e fui para casa. Eu só queria é tomar um banho (já que tava na hora mesmo, a mãe pegava no pé, chegava da rua com as amigas, direto para o banho). Chegando na banheira, enquanto a água enchia me sentei na banheira, e comecei a sentir aquele cheiro de bunda suja, que me deixou empolgada (mas nada de excitação sexual, eu não tinha ainda descoberto isso), mas comecei a gostar, e cheguei a passar a minha mão no meu rosto pra ficar com cheiro nela e fiquei cheirando e aquilo me fez sentir bem (também porque eu admirava essa minha amiga, achava ela bonita, tinha um bumbum bem bonito, de alguma forma – mesmo inconsciente – eu sentia tesão por ela). Mais ou menos isso. A partir daí, eu só queria que ela voltasse a fazer aquela “brincadeira”, mas ela nunca mais fez, eu passei a sentir vontade e olhar as bundas femininas sempre imaginando como deveria tá o cheiro do cu delas...


justine do blog mulheres também cagam
Foto real de Justine Lenquet 


** E como foi a fase de “auto aceitação”? Foi difícil admitir que gostava?
De scat mesmo, aquela coisa de sentir vontade de provar a merda, meio que tive umas neuroses quando imaginava. Mas ao decorrer da história que contei, e fui sentindo vontade comer, provar mesmo, a vontade era muito maior que pensar sobre se eu devia ou não fazer. Quando me decidi, fui e fiz. Depois de um tempo – e até hoje – sou muito bem resolvida em relação a isso.


** Conte um pouco sobre a história do seu blog pra mim? 
Do blog atual? Ele é mais um “complemento” do anterior “O Toilet” (só mudou o nome, depois de eu ter sido novamente excluída pelo deus da internet que pensa, julga e já fode com tudo), sempre muitas visualizações, tem um público fiel sabe, acho que uns 1000 que assistem umas 500 vezes por dia cada página, haha porque não é possível, eu chego a ter 30 mil visualizações de páginas por dia! Ok, sou das exatas, uma cientista, sei que minha matemática está errada.


** E você assiste pornôs sobre? Ainda gosta de assistir? 
Assisto sempre, mais os amadores. Gosto desses bem naturais. Esses de produtoras é quase tudo falsos (desculpa decepcionar vocês, não vou cobrir o sol com a peneira, não me permito mentir)

** Se lembra de 2 Girls 1 Cup? Qual sua opinião sobre esse vídeo?
Eu sempre ri muito quando assisti a esse vídeo. Totalmente falso! Aquilo não era merda, gente! Aquilo é um preparo que a MFX - produtora de vídeos -  usa para simular a textura de merda. Quase tudo (eu disse quase) da MFX é falso. Mas é gostoso ver aquelas atrizes, safadas e putas que são, abrindo o cu mesmo saindo as misturas saborosas de doce de leite com banana. São boas atrizes (nem todas), elas fazem com tesão, é tudo bem cinematográfico, a arte da mentira que é o audiovisual. A MFX é a maior enganação do meio Scat. Eles me odeiam. E eu odeio eles. Mas assisto sempre. haha


** Como você se iniciou em Scat? 
Scat mesmo foi quando decidi que queria comer merda (não só colocar na boca, queria engolir mesmo), foi com uma garota de programa na praça principal da cidade de Pelotas. Bom, estou sendo simpática, porque puta em praça é PUTA mesmo, garota de programa é diferente. Fui lá conversei com ela, marcamos e comi, engoli, viciei e nunca mais parei. Era uma merda fina, nem foi muita quantidade, mas senti bem o gosto horroroso que me deu muito prazer. Corri um risco danado (como já corri centenas de vezes). Não façam isso nunca. Não engulam merda, eu não recomendo. Mas também não mande-me parar, porque eu não quero e nem conseguiria me livrar desse fetiche.


** O que você gosta de fazer no Scat? 
Nâo sou chegada naquela coisa de espalhar a merda pelo corpo, pelo rosto e tal, mesmo sentindo muito prazer, me enoja demais em algum momento. Gosto mesmo , quando sinto muito tesão pela máquina que vai cagar, porque sem sentir muitoooooooo tesão pela pessoa não rola scat, nem vontade sinto. Gosto é de saborear, de engolir aos poucos, de sentir que toda aquela podridão daquela deliciosa mulher está dentro de mim. É um prazer durante e depois (até dias depois, às vezes).


** Você tem mais fetiches no sexo, não necessariamente voltados a Scat?
Nâo sou muito de ter fetiches exorbitantes além do MAIS EXORBITANTE DE TODOS QUE É O SCAT. Mas gosto bastante de sair com uma garota desconhecida e ela ficar esfregando a buceta suada na minha cara durante muito tempo. Adoro. Nem depois de um bom banho sai aquele cheiro, assim como o cheiro de algumas merdas ficam impregnadas e nem banhos resolve.


** Já experimentou a sua própria merda ou mijo?
Nunca! Nunca senti vontade. Mas as vezes passo o dedo no cu para sentir se tá muito fedido, se pode deixar aquela freada sabe. Acho que 90% das mulheres (e homens também) passam o dedo no cu e na buceta e cheiram pra sentir como tá a coisa.


** E sobre namorados ou namoradas... Gostaria que experimentassem o fetiche também?
Praticamente eu só namoro mulheres. Se é namoro eu conto sempre. Mas nem sempre rola ou a pessoa aceita. E também, nem sempre eu sinto vontade de comer a merda de alguém que eu possa ter até bastante tesão. É muito relativo e variado e até difícil de entender o porquê algumas pessoas despertam essa vontade em mim e outras não. É química.

Já comi mais merda de desconhecidas que de namoradas. Na realidade, acho muito mais excitante com desconhecidas.


** O que você não faria jamais em Scat? 
Não sou chegada a levar mijada na boca e nem peidos. Mas acontece, uma coisa é ligada a outra, eventualmente vem um ou outro junto. Muitas vezes só cheirar um cu suado é muito excitante e me satisfaz, quando abro e cheiro mais lá dentro, aí sinto o cheiro de merda dá muito prazer. Não necessariamente precisa existir a cagada, a merda direto, etc. Ah! Mas a pergunta era o que u não faria né... não comeria merda de homem, não colocaria merda no interior da buceta, diarreia líquida ou após um enema, nem corpo, o próprio cheiro é doentio.


** Tem algo em Scat que você gostaria muito de fazer, e ainda não fez?
Não. Tudo que senti ou sinto vontade já fiz.


** Que tipo de merda você mais sente tesão? 
Aquelas mais duras e mais grossas. Porque quem tá cagando uma merda assim, normalmente, consegue ir largando aos poucos, aí consigo também ficar chupando ela, comendo aos poucos. Quando é mais mole, vem de uma vez só, mais difícil de saborear. Mas sempre é uma surpresa. Não sendo diarreia e aquela merda verde demais, encaro na boa.


** Alguém sabe das suas vontades? (ex: amigos, família, etc)
Muitas colegas e amigas sabem. Alguns amigos, uma prima, não é muita gente. Mas é mais do que eu gostaria que soubessem. A reação é desde achar que estou brincando (porque sou bastante sarcástica e brincalhona e todo mundo sabe que sou assim), outras se surpreendem, outras encaram na boa. Alguns ficam muito curiosos. Enfim, são várias reações.


** Como acha que seus amigos próximos reagiriam se soubessem que você gosta? 
Se eu não quero que alguém saiba e ele descobre de alguma forma (pessoa fofoqueira não falta nesse mundo) eu digo que é mentira, rio muito da história e dou um jeito de eu sair como a heroína e ela se tornar a vilã mentirosa.


** Sites de relacionamento Scat... Tem algum pra indicar? 
O meu primeiramente hehe. (Mulheres Também Cagam)
Depois gosto muito dos que possuem amadoras que vendem os seus vídeos para eles, só cagando: The New Girls Pooping é e sempre foi o meu favorito; depois college girls pooping e Natural Scat Girls.

** Normalmente é muito mais difícil achar mulheres que aderem a prática. Você acredita que possam existir muitas delas outras que curtem, mas tem medo de assumir?

Tem muito mais mulheres que curtem ou são curiosas para curtirem do que supõe a vã filosofia da maiorias dos próprios “scaters”.


CONSIDERAÇÕES FINAIS: 

Primeiramente, gostaria de dizer que gostei muito do seu blog. Ele tem bastante textos informativos, e uma narrativa muito parecida com a que eu faria se tivesse mais tempo e vontade de realmente me aprofundar em escrever sobre o tema. Optei por divulgar vídeos, e assim será. Um dia quem sabe, quando eu estiver aposentada eu não venha novamente a escrever. Vida longa ao seu blog! Em segundo lugar, gostaria de agradecer o convite para uma entrevista. Já recebi várias propostas (Inclusive de alguns sites bem famosos), mas nunca aceitei. Acho que um site ou blog que não seja dedicado unicamente a um determinado tema, ele expõe mais a pessoa e visualização é bem maior. E sinceramente, eu não tenho vontade de ser “famosinha” da internet de forma ampla, prefiro assim, num lugar que eu recomendo e gostei, onde quem lê (grande parte) é porque gosta ou porque tem curiosidade. É isso. Obrigada.


⌚ NOTA DE ATUALIZAÇÃO (julho de 2019):
Olha só que sensacional o texto que a Justine fez, citando o QueroScat no blog dela: 
Eu, Justine Recomendo: Blog QueroScat !

9 comentários:

  1. Gustavo Vasconcelos28 de julho de 2019 22:27

    A Justine é maravilhosa!!!!! Mulher inteligente e decidida e depravada ao extremo!!!! sou fã dessa mulher!!!!! Parabens e esse site é privilegiado por ter uma entrevista dela!!!!! amei e fiquei de PD

    ResponderExcluir
  2. Cheguei a ler Crônicas do Cólon ao manjar. Foi marcante. Algo muito excitante. Genial. Pena que durou tão pouco. Justine é durona mas uma ótima pessoa e simpática e muito correta, adoro sou fã ps: tb é linda e sensual, só de olhar pra aquele rosto eu molho toda (se ler, sabe quem sou Dré :p)

    ResponderExcluir
  3. Acompanho o blog da justine a muitos anos, sempre fui fã, mas agora depois de ler essa entrevista estou apaixonado...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é demais, né? Tomara que agora você possa acompanhar tudo por aqui também! :)

      Excluir
  4. Muito boa a entrevista. Justine é épica! E ainda entende dos filmes da Marvel! Mulher perfeita <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Postagem maravilhosa
      Justine é Fodastica
      Adorei o blog queroscat

      Excluir
    2. Valeu!! Dê uma passada por aqui sempre, Carlos!

      Excluir
  5. Muito bom a entrevista ,,fiquei surpreso ...ela tem bom gosto ,realmente aquelas bostas duras claras e grossas são as melhores para comer ,, eu já comi bosta de MTas garotas de programas e um risco que corro mais e impossível resistir aquele trem amargo e fedido que ficou dentro de uma mulher isso me fascina kkkk abraço justine

    ResponderExcluir
  6. Tive uma experiência interessante com a Justine. Eu havia gravado uns vídeos da minha ex-mulher cagando e vendido para a Joy Angeles. Só q como até coisas em sites privados acabam se tornando públicas, esses vídeos foram parar no blog da Justine. Eu já havia me separado da mulher e o atual namorado dela na época, descobriu os vídeos e foi questioná-la. Ela me ligou chorando e perguntou se eu podia falar com a dona do blog para retirar os vídeos do ar. Falei com a Justine na época (isso foi em 2011), falei q era o ex-marido da pessoa, expliquei a situação, mas ela não acreditou muito em mim e disse q não tiraria os vídeos. Enfim... Se o namorado da muié achou, é pq tbm curtia a coisa, né? Kkkkkkkkkk... Felizmente não tivemos maiores problemas e eventualmente, tudo ficou tranquilo. Mas acompanho o atual blog da Justine (Mulheres Também Cagam) sempre q posso. Ela é uma deusa!

    ResponderExcluir